POETA FRANCIS GOMES

POETA FRANCIS GOMES

PALESTRAS, OFICINAS, COMPRA DE OBRAS LITERÁRIAS.

CONTATOS:

contatos:
tchekos@ig.com.br
11 954860939 Tim
11 976154394 Claro

terça-feira, 31 de março de 2015

Aos amantes virtuais mundo a fora



Cantadas virtuais

Já fiz de tudo pra conquistar esta gata
Joguei todas minhas cartas
Mas de nada adiantou
Aproveitando uso a tecnologia
Mando e-mails todo dia
Falo palavras de amor

Mando poemas músicas internacionais
Mando flores virtuais
Para ganhar seu coração
No watsapp ou também no face book
Sempre elogio o seu look
Em qualquer ocasião

Comento e curto cada foto que ela posta
Porque sei que ela gosta
De se sentir paparicada
Digo que ela está charmosa e sensual
Que ela esta fenomenal
Ela responde: obrigada

Depois em off ela me diz para com isso
Sei que não sou tudo isso
Eu não mudei coisa nenhuma.
É que você é como todo brasileiro
É um grande xavequeiro
Fala isso para qualquer uma

Então respondo um poema sedutor
Declarando meu amor
Junto com flores bonitas
E ela responde: o poema eu adorei
Depois pergunta como que eu acertei
Pois lhe enviei as suas flores favoritas.

Então eu penso que este golpe ela acusa
Lhe chamo de minha musa
E acrescento mais ainda
São flores e versos de um poeta inofensivo
Que não tem adjetivo
Pra falar o quanto é linda

E ela me quebra falando: eu não mereço
Mesmo assim eu agradeço
Você é um grande amigo.
Só você mesmo pra levantar meu astral
Meu namorado nem real nem virtual
Nunca me fez isto que você faz comigo

Isto é pra mim como um balde de água fria
Mas não desisto e quando é no outro dia
Estou novamente em nosso mundo virtual
Na esperança de que me fale amigo
Estou curiosa pra ver se fará comigo
Tudo que fala, porém no mundo real.


Francis Gomes

domingo, 29 de março de 2015

Aos professores

Uma simples, pequena e singela contribuição deste poeta a causa dos professores. Recebem todos vocês professores minha manifestação poética em defesa de vossa causa que também é minha.

Ordem e progresso


Eu quero perguntar aos senhores
Deputados, ministros ao congresso,
Ao presidente e também ao senado
Vocês sabem o significado
Daquela frase: ordem e progresso?

Saberiam que no Lábaro estrelado
Em maiúsculo está escrito assim,
Sem verbos no modo particípio.
Ter o amor por princípio
A ordem por base, o progresso por fim.

Então pergunto aos ilustres congressistas
Que aumentam seus salários sem pudor
Vós que tem tantas regalias
Como vocês sobreviveriam
Com o salário de um nobre professor

Também pergunto aqueles manifestantes
Que dia quinze foram as ruas com fervor
Cadê vocês que não são solidários
Não vieram as ruas defender melhor salários
Ao professor

O meu alerta a vocês idealistas
E a todos representante do congresso
Lutem pelo que agrega bom valor
Em um país que não valorizam o professor
Não tem como ele ter ordem e progresso.


Francis Gomes

sexta-feira, 27 de março de 2015

Surreal




Tu és uma escultura
Esculpida pelo criador
A tela mais bonita
Que o grande mestre pintou

Perfeita em cada detalhe
Parece até surreal
Tua beleza é tanta
Que se inclina pro mal

E neste surrealismo
Impressionismo total
O meu instinto humano
É muito mais animal

E ao te ver seminua
Os meus desejos são tantos
Que me entrego aos seus pés
Escravo dos seus encantos

Meu corpo inteiro arrepia
E o coração palpitante
Às vezes me falta o fôlego
Outras fica ofegante

De modo que pra te descrever
Entro em contradição
Como pode ser diva?
Se me leva a perdição

Mas neste momento insano
De devaneio total
Para mim pouco importa
Se és do bem ou do mal

Se por amor ou dinheiro
Pra mim não é importante
O que me importa é tê-la
Completa por um instante

Vencido entregue aos teus encantos
Resta-me pedir perdão ao soberano
Tua beleza me faz crer que Ele existe
Mas sua sensualidade me faz profano

 Francis Gomes

quinta-feira, 26 de março de 2015

O mundo futuro




A onde estão os rios
De águas puras e cristalinas?
As fontes nas matas virgens
Cachoeiras nas colinas?
E no meio das montanhas
A onde estão as minas?

Para onde foram as geleiras
Os pingüins e urso polar?
O que aconteceu com os peixes
Desapareceram do mar?
Os tubarões as baleias
A onde foram morar?

Por que será que o mar
Esbraveja tão nervoso?
E um grande tsunami
Por que é impiedoso
Matando gente inocente
Como um cruel criminoso?

Por que o sol tá mais quente
E a chuva cai sem parar?
Os montes vão pra cidade
Como o rio para o mar
O povo clama socorro
Sem ninguém para ajudar.

As montanhas cospem fogo
A terra revoltada treme,
Sumiu a fauna e a flora
O pouco que resta geme
As flores choram de medo
De se transformarem creme.

Estas serão as perguntas
Que nossos filhos farão
Os poucos que resistirem
Pois poucos escaparão
Se nós não fizermos nada
Pela próxima geração.

Francis Gomes




quinta-feira, 19 de março de 2015

O que uma mulher nos inspira



Ela

Alguns dizem que ela não é tudo isso
Que ela é somente um vício
Uma doce fantasia.
Porem, pra mim só ela que me completa,
Por ela eu sou poeta
E a transformo em poesia.
Ela. É como a lua surgindo atrás dos montes
Encantadora sensual e elegante,
Como estrela que não para de brilhar.
É como flores aromáticas coloridas
Mesmo depois colhidas
Não deixa de perfumar.
Ela como a luz que afugenta o escuro
Ela é o ser mais puro
Que eu pude contemplar.
Ela é como o sol a despontar no novo dia
Tem a alegria
E o frescor da manhã.
Ela é da vida aquilo que mais desejo
Provei seu beijo
E depois me tornei fã.

Francis Gomes