POETA FRANCIS GOMES

POETA FRANCIS GOMES

PALESTRAS, OFICINAS, COMPRA DE OBRAS LITERÁRIAS.

CONTATOS:

contatos:
tchekos@ig.com.br
11 954860939 Tim
11 976154394 Claro

sábado, 29 de agosto de 2015

A noite perfeita

A noite perfeita


O céu estava azul e estrelado
E a lua se derramava em encanto
Uma cabana, uma varanda uma calçada
E o aroma do amor em cada canto

Um homem e uma mulher apaixonados
Se entregando um ao outro sem pudor
Sem regras, sem medo, sem pensar
Sem impor limites ao amor

Se entregando aos desejos mais viris
Pra viver este momento intensamente
Como se fosse único em suas vidas
Sem saber que o viveriam novamente

E no êxtase total deste amor
Os sussurros e os gritos são insanos
De tão forte,  e perfeito estes momentos
Chegam a ser divinos e profanos

E sem palavras prometiam um ao outro
Que não dividiriam este momento com ninguém
E se eles não o vivessem novamente
Não o viveriam também como outro alguém


Francis Gomes

quinta-feira, 27 de agosto de 2015


Vício
Eu juro que tento te esquecer
Faço de tudo para deixar de te amar,
Mas tem uma força que me prende a você
E é tão forte que não dá pra controlar.
Faço promessas, juramentos pra mim mesmo,
Que nunca mais eu vou voltar te procurar,
Quando percebo já estou no telefone
Estou te ligando, implorando pra voltar,
Porque pra mim te amar tem sido um vício,
Sei que preciso, mas não consigo parar,
Me faz chorar, me faz sofre, me prejudica,
Mas não tem jeito eu não deixo de te amar.
A minha vida sem você não tem sentido,
Sou um espírito sem corpo para habitar,
Sou como um rio que seca em pleno inverno,
Sou uma fonte que a água para de jorrar.
Por isso peço meu amor não vá embora,
Não me abandone, não me deixe aqui sozinho,
Do mesmo modo deste ar que eu respiro,
Também preciso meu amor de seus carinhos
Como uma aurora que o sol não resplandece,
Dia nublado sem o sol para aquecer,
Como uma noite que a lua não aparece,
Assim sou eu e a minha vida sem você.
Francis Gomes

terça-feira, 25 de agosto de 2015

O preço da felicidade


Em minhas idas e vindas
A minha terra querida
Já vivi muitos momentos
Que jamais pensei na vida
Coisas que a gente vive
Depois sozinho revive
Pra jamais ser esquecida

Pessoas que a gente conhece
E nos marca de tal forma
Que um coração cheio de regras
De repente se transforma
Fica teimoso e agitado
Sabe o certo faz errado
E quebra as próprias normas

E a gente fica assim
Entregue a vida e sorte
No mapa de sentimentos
Perdido entre sul e norte
Entre um coração teimoso
E um dono fraco medroso
O coração é mais forte

E mesmo sabendo que
Posso sofrer loucamente
Eu curto estes momentos
Vivendo intensamente
E pela magnitude
De viver tudo que pude
Faria tudo novamente.

Francis Gomes