POETA FRANCIS GOMES

POETA FRANCIS GOMES

PALESTRAS, OFICINAS, COMPRA DE OBRAS LITERÁRIAS.

CONTATOS:

contatos:
tchekos@ig.com.br
11 954860939 Tim
11 976154394 Claro

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

CIRCUITO NACIONAL


  
 
Escritores Sacolinha e Francis Gomes serão recebidos por estudantes do Acre nesta sexta-feira (26/2)

Autores suzanenses embarcam esta semana para Rio Branco, onde divulgarão seus trabalhos e falarão sobre leitura e literatura a 200 alunos de escolas públicas

Os escritores suzanenses Ademiro Alves, o Sacolinha, e Francis Gomes, membros da Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB), serão recebidos nesta sexta-feira (26 de fevereiro) por 200 estudantes de escolas públicas de Rio Branco, no Acre, onde falarão sobre leitura e literatura, divulgarão suas produções e projetos e fornecerão dicas de criação literária.

A ação faz parte do projeto “Literatura das Bordas – Palestra-Espetáculo”, selecionado pelo Edital Bolsas de Fomento à Literatura do governo federal, por meio da Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca (DLLLB) do Ministério da Cultural (MinC).

Ao todo, os dois autores percorrerão até abril cinco cidades em quatro regiões do País. Em março, Sacolinha e Gomes estarão no dia 4 em Candelária, no Rio Grande do Sul, e no dia 22 em João Pessoa, na Paraíba. Em abril, as cidades visitadas serão Farias Brito, no Ceará, e Berilo, no Vale do Jequitinhonha, em Minhas Gerais, respectivamente nos dias 5 e 15.

Como explica Sacolinha, coordenador do projeto “Literatura das Bordas – Palestra-Espetáculo”, a escolha das cidades que serão visitadas foi estratégica:

“São municípios brasileiros carentes de ações voltadas à literatura, pouco visitado por escritores de São Paulo e, com exceção de Rio Branco, distantes dos grandes centros urbanos, o que justifica o principal objetivo do projeto que é divulgar cada vez mais o espaço da biblioteca, que hoje vem perdendo muitos frequentadores para o Google”, explica.

Partindo dessa premissa, Sacolinha e Gomes falarão para alunos do Ensino Médio de escolas públicas sempre em bibliotecas municipais. Cada palestra contará com 200 participantes.

Foi respeitando as particularidades de cada um de seus autores que o projeto foi idealizado e acabou sendo um dos cinco selecionados entre 80 inscritos de todo o País.

De Sacolinha, os estudantes ouvirão sobre a força da literatura marginal e periférica e a efervescência dos saraus, movimento que começou no Brasil no século XIX como algo restrito a intelectuais e à alta sociedade, mas que nos últimos 15 anos ganhou novos contornos e se fixou como um importante instrumento para disseminar a poesia que nasce na periferia.

Com Gomes, cearense de Assaré, cidade natal do grande poeta Patativa do Assaré, os participantes irão se enveredar pela literatura de cordel, textos escritos frequentemente em forma rimada ou com forte presença da prosa, que tem como outra característica o linguajar despreocupado, regionalizado e informal, além da preocupação de preservar a cultura do povo nordestino. 


Outras informações sobre o projeto podem ser obtidas no endereço eletrônico sacolagraduado.blogspot.com.




domingo, 21 de fevereiro de 2016

Fazer valer a pena


Ame o máximo que for capaz
Odei o mínimo que for possível,
Acredite naquilo que é papável
Mas creia também no invisível.

Ame viva, seja feliz
Tenha esperança não perca o ânimo
Projete o futuro não tenha medo
Mas viva cada momento como se fosse o último.

Sorria sempre que lhe convém
Não esconda suas emoções
Mas se sentir vontade chore também
Faz parte da vida decepções

Abrace, beije faça um carrinho
Fale: eu te amo se achar por bem.
Não ponha regras nos seus sentimentos
Se emocione e emocione alguém.

Roube um sorriso, furte uma lágrima
Viva muito a vida é pequena,
Não importa os anos que viverá
Mas os que viver faça valer apena.



Francis Gomes



sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

As multifaces do amor


O amor é uma semente
Doidinho pra germinar
É um mistério vadio
Querendo se revelar

Nasce em qualquer estação
A qualquer hora e lugar
Apesar de ser oculto
Qualquer um pode encontrar

Mas, é faca de dois gumes
Difícil de entender
Um sofre por ter de mais
Outro sofre por não ter

É sonso e tem duas faces
Só não tem dois corações
E ainda faz um só corpo
Sentir várias sensações

Anda junto com a amizade
Quando é pra frente, é pódio,
Mas se recuar um pouco
Pode esbarrar no ódio

O amor é uma ponte
Na fronteira do sentimento
De um lado a felicidade
Do outro o sofrimento

É como fases da lua,
Nova crescente e cheia
Mas quando fica minguante
É que a coisa fica feia

O pior é que não tem
Muito  que fazer
Não é você que o escolhe
Ele escolhe você
Só restam duas opções
É ser feliz ou sofrer.



Francis Gomes

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Aos animais que abusam de mulheres nos transportes públicos


Violentadores e  Violentadas


Às vezes eu me pergunto
Qual é a graça que tem
Um pilantra e safado
Que não respeita ninguém
Como quem quer e não quer
Se aproveitar de uma mulher
No ônibus metrô ou trem.
Pergunto a este sujeito
O que ele ia achar
Se atrás dele tivesse
Um tarado a se esfregar?
Para este animal
Seria isso normal?
Será que ia gostar?

Pergunto mais uma vez
A esta mata sem trilha
A esta luz apagada
Estrela que nunca brilha.
Se a mulher abusada
Fosse sua namorada
Irmã sua mãe ou filha?

Responda pra você mesmo
E nem responda pra mim.
Qual seria a punição
Para um sujeito assim?
Porque pra mim este bicho
Eu capo e jogo no lixo
Se dane que achar ruim

Francis Gomes










domingo, 14 de fevereiro de 2016

Se eu pudesse escolher


Na vida ás vezes a gente,
Tem poder de escolher
A roupa que quer vestir
A comida que quer comer
O lugar que quer morar
E como ele quer viver.

Os amigos as amigas
E quem se quer conhecer.
Porém a gente não escolhe
De quem ele quer nascer,
Mas Deus sabe todas as coisas
E sabe bem escolher.

A mãe que o filho merecer
Pra lhe ensinar a viver
Porque se o filho escolhesse
Podia até não saber.
Mas se Deus me permitisse
Se me desse este puder
Mamãe se dúvida nenhuma
Eu escolhia você
Para ser a minha mãe
Em todas as vidas possíveis
Que eu pudesse viver.



Francis Gomes

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Ela

O amor é assim:
quando não é a primeira vista,
ninguém escapa depois do primeiro beijo
Ela
Alguns dizem que ela não é tudo isso 
Que ela é somente um vício
Uma doce fantasia.
Porem, pra mim só ela que me completa,
Por ela eu sou poeta
E a transformo em poesia.
Ela é a lua surgindo atrás dos montes
Encantadora sensual e elegante,
Ela é estrela que não para de brilhar.
É como flores aromáticas coloridas
Mesmo depois colhidas 
Não deixa de perfumar.

Ela é a luz que afugenta o escuro
Ela é o ser mais puro
Que eu pude contemplar.
Ela é o sol a despontar no novo dia
Tem a alegria
E o frescor da manhã.
Ela é da vida aquilo que mais desejo
Provei seu beijo 
E depois me tornei fã.


Francis Gomes


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Graduação do amor

Graduação do amor

Para ser graduado na arte de amar
É preciso conhecer um pouco de tudo.
Primeiro dominar a gramática
O estudo da língua mãe,
Principalmente conjugação verbal
Para saber usar no tempo correto.
Dominar analise sintaxe
Para dar bons adjetivos ao sujeito
E ter predicado para convencê-lo se necessário.
Conhecer o básico da matemática,
Para multiplicar os bons momentos,
Somar as virtudes de um ao outro,
Dividir o que ambos têm de melhor
E subtrair o que não serve.
Conhecer bem a geografia,
Geologia e biografia do corpo,
Para entender seus pontos cardeais e colaterais,
E os estímulos possíveis do prazer.
A química é essencial.
Para conhecer os produtos certos
Que causam ebulição total
Quando ambos se tocarem.
E quando a alegria dos graduados
For completa
A vida se encarregará
De registrar a história do amor
Em prosa e versos
Por meio dos escritores e poetas.

Francis Gomes