POETA FRANCIS GOMES

POETA FRANCIS GOMES

PALESTRAS, OFICINAS, COMPRA DE OBRAS LITERÁRIAS.

CONTATOS:

contatos:
tchekos@ig.com.br
11 954860939 Tim
11 976154394 Claro

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Só vive em nós o que deixamos

Inspirado no poema de Cora Coralina, todas as vida.



Quis viver em mim um político corrupto.
Um viciado em drogas,
espancador de mulheres.
Quis viver em mim um vagabundo
preguiçoso sem sonhos.
Um incrédulo mentiroso e arrogante.

Quis viver em mim um racista,
 rico e orgulhoso
Praticante do bullying.
Quis viver em mim um boêmio
malandro e bom de lábia.
Mas não dei espaço para isso.

Deixei viver dentro de mim,
um lavrador  de mãos calejadas,
um caboclo de pele queimada do sol,
de  sonhos pequenos.
Vive dentro de mim um pai de família
que acorda cedo e dorme tarde.

Que pega trem lotado
buzão apertado
e anda a pé para economizar um trocado.
Vive dentro de mim um desempregado,
um mendigo sujo a pedi esmola
um cão rabugento.

Vive dentro de mim um branco,
um preto, um índio
um amarelo, um pardo.
Vive dentro de mim
um pai, um filho
um preto velho.

Vive dentro de mim
um causador de emoções,
furtador de lágrimas
roubador de sorrisos
um contador de histórias
um  matuto,  um caipira
um poeta.


Francis Gomes

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Porque te amo


Te amo, não é pela sua beleza,
Nem pelos seus cabelos negros,
Nem pela cor dos seus olhos.
Te amo, não é pelo seu sorriso elegante,
Nem sua boca pequena
E seus lábios grandes
Ou seu decote picante.

Não é pela sua voz que sussurra,
Pelos seus braços que me apertam,
E suas mãos que me tocam.
Não é pelo seu corpo bonito
Não é pelo seu jeito atraente,
Nem pelo teu olhar que provoca.

Nem por sua sensualidade
E este teu beijo quente
Nem porque quero te amar.
Te amo, porque não mando
Em meu coração,
Não controlo meus sentimentos,
E não consigo te odiar.
Só por isso,
E por isso te amo,
E não consigo deixar de te amar.



Francis Gomes



Inevitável


Tem coisa que não adianta
A gente tentar fugir.
A onde quer você for 
Sempre vai existir,
Um galo para cantar
Um cachorro para latir
Em uma madrugada fria,
E um amor para te afligir
Para roubar o teu sono
Para te causar desengano
Te fazer chorar e sorrir

Francis Gomes

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Matar o orgulho para o amor reinar


Para de mentir para o seu coração
Chega de fingir e inventar paixão
Eu sei e você sabe que só pensa em mim,
Não depende de ti, nem do meu querer
Você só pensa em mim, e eu em você
Um amor tão grande não acaba  assim.

Se beija outra boca, pensa no meu beijo
Se eu fico com outra é você que eu vejo
A gente se engana, não o coração.
Por isso eu proponho, fazer uma trégua
Amor só é amor quando a gente se entrega
Fingir sentir prazer é pura ilusão.

Então pra que sofrer sentindo saudade
Pra que ser infeliz, se a felicidade
Bate em nossa porta a nos procurar.
Se eu não te esqueço nem você me esquece,
Se o calor de outros corpos já não nos aquece,
Vamos matar o orgulho, para o amor reinar.





Francis Gomes

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Você sonete perfeito


De tuas curvas fiz versos
De tua voz melodia
De teus beijos e toques
Lirismo de uma poesia
Fiz da poesia oração
Para te ler todo dia

No livro de minha vida
Você é um lindo soneto
Li, reli, analisei cada verso
E não encontrei defeito
Em métrica, rima lirismo,
Foste escrito perfeito

Te reescrevi em braile
Só para te ler com as mãos
Para não te esquecer
Te transformei em canção
Pra te cantar em acústico
Eu, você voz e violão.

Assim te memorizei
Para nunca mais esquecer
Até li outros poemas
Mas nenhum como você
Passa o tempo vão os anos
E não me canso de te ler

Francis Gomes


sábado, 17 de setembro de 2016

O primeiro é eterno


Quando a gente pensa
Em um amor verdadeiro
Não tem como não lembrar
Do nosso amor primeiro
Da primeira troca de olhar
Do primeiro beijo que dar
Do primeiro abraço ligeiro

Daquele gosto do beijo
Daquele beijo sem gosto
Sem doce, sem sal aguado,
Porém parece composto
De sal e muita pimenta
Que além de queimar esquenta
As faces de todo rosto

É simples e muito singelo
Mas pouco tempo demora
E aquela doce inocência
Logo, logo vai embora,
E entre muitas carícias
Surge no corpo a malícia
Da paixão que nos devora

Então aquela inocência
Que tinha em tempo de outrora
Da lugar para os desejos
Que na pele quente aflora
Como os raios que surgem
Rompendo pequenas nuvens
Quando vem surgindo a aurora

Assim deste jeito é o amor
Como o sol que aquece
Tem dias que ele brilha
Outros  nem aparece
Mas o amor é tão nobre
Que quando a gente descobre
Nunca mais a gente esquece

Porque o amor verdadeiro
Traz paz, alegria e calma,
Vem do íntimo do espírito
De dentro, vem lá da alma.
Tem dias que nos esquenta
Tem dias que apimenta
E dias que nos acalma.



Francis Gomes

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Declaração de Caboclo


Você é como a lua cheia
No sertão nordestino.
Que o caboclo espera ansioso
Ela sair por trás dos montes
Para ficar admirando.            
Os poetas encantados
Cantam-na em versos                                    
E os lobos que não sabem falar
Uivam para reverenciá-la
Por tanta beleza.
                                   


Francis Gomes

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Os dois seres que habitam em mim


Quando eu penso em você
Sinto dentro do meu ser
Dois seres entrarem em combate.
Um é lúcido e coerente,
O outro é louco inconseqüente,
E assim vou vivendo este contraste.

Um segue as regras da lei, os mandamentos.
O outro as quebra em pensamento,
Pelo incontrolável desejo de tê-la.
Enquanto um te quer tão loucamente,
O outro é simples e inocente,
E treme de medo só em vê-la.

Confuso eu chego até pensar...
Se eu pudesse ter você sem te tocar,
Talvez fosse bem melhor assim.
Teria eu o que tanto quero,
Você igualmente como espero,
Se quisesse também teria a mim.

E para comigo cometo um delito.
Vivendo o meu “eu” este conflito,
Que transcende o meu próprio entendimento.
Quero a todo custo você que ainda não tenho,
Por outro lado eu muito me empenho,
Para não tê-la sequer no pensamento.

No entanto um de mim só pensa em ti,
O outro coitado tenta fugir,
Das loucuras que eu venha cometer.
Se este conflito durar  por mais um pouco,
Ou eu faço um acordo meio louco,
Ou te esqueço antes de enlouquecer.

Se é que eu já não estou enlouquecido,
Querendo este amor que é proibido,
E causa um conflito no meu ser.
Se apenas um de mim não te esquece,
Imagina se o outro também quisesse...
Certamente eu morreria por você.



Francis Gomes

domingo, 4 de setembro de 2016

Gente Doida


Eu gosto de gente doida.
Doida para fazer o bem
Doida para ajudar
Doida para fazer carinho
Doida para beijar
Doida para ficar doida
E deixar outra pessoa doida
De tanto amar.
Francis Gomes