POETA FRANCIS GOMES

POETA FRANCIS GOMES

PALESTRAS, OFICINAS, COMPRA DE OBRAS LITERÁRIAS.

CONTATOS:

contatos:
tchekos@ig.com.br
11 954860939 Tim
11 976154394 Claro

domingo, 17 de setembro de 2017

Ser sozinho



Como é triste ser sozinho...
Andarilho sem amor,
Uma estrela solitária,
Que não dá seu resplendor,
É como um corpo sem alma,
Um espírito sem senhor.


Forasteiro sem ter casa
Fugitivo sem razão,
Implorando ao vento um beijo
E um carinho à solidão,
Suplicando à noite um sonho,
E ao sonho uma paixão.

Mas, como é triste ser sozinho...
Pelo mundo a vagar,
Sem parentes, sem amigos...
Sem ninguém a te esperar,
Sem um olhar, um sorriso,
Sem alguém pra te abraçar.

Mas é bom ter esperança,
Sempre alcança o que espera.
Vai à luta não desiste,
Quem persiste prospera,
Hoje já não sou tão triste,
Nem sozinho como eu era.

O destino como prêmio,
Te botou em meu caminho,
Já não sou tão solitário,
E nem ando tão sozinho,
Nem meu coração murmura,
Mendigando um carinho.

Nunca mais serei sozinho,
Nem jamais serás sozinha,
Serei eu, o que te faltava,
Tu serás o que eu não tinha,
Eu serei metade teu,
Tu serás metade minha.

Francis Gomes

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Êxtase





Eu quero te amar como você deseja
Te morder como quem beija
Te levar a loucura sem tirar a calma
Eu quero te amar bem devagarinho
Sussurrar, sussurrar baixinho
Os gritos prazerosos da alma

 Como faz um provador de vinho
Te degusto e fico ébrio com o teu carinho
Faço de teu corpo um poema e o declamo,
E no alfabeto dele vou de A a Z
Te lendo em braile para te dizer
Sem usar palavras que eu te amo

E quando o orvalho do amor te umedecer
Lúcido de amor vou te enlouquecer
Até o êxtase total do teu corpo e o meu
Te beijo te abraço e fico mudo,
E você sem falar nada me diz tudo.
Que ninguém nunca te amou como eu.



Francis Gomes

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Como as fases da lua




Estes teus olhos lindos
O teu olhar sedutor
O teu sorriso elegante
Que tanto me cativou
Estavam um tanto a esmos
Que nem pareciam os mesmos
Que um dia me inspirou

A escrever um poema
Dedicado só pra eles
Falando sobre a magia
Que este poeta viu neles
Hoje estavam tão distantes
Que buscando o que vi antes
Pouco pude encontrar deles

E você que eu sempre vi
Toda iluminada
Como a aurora da manhã
Uma noite enluarada
Hoje estava um pouco turva
Como um dia de chuva
Ou uma noite nublada

Porem como é a lua
Que quatro fases tem ela
Eu quero que você saiba
Não é diferente dela
Por mais que seja minguante
Sempre volta radiante
Cheia de encantos e mais bela

Assim os teus olhos lindos
O teu olhar sedutor
O teu  sorriso elegante
Que tanto me cativou
Voltaram exuberantes
Igualmente os de antes
Que um dia me inspirou


Francis Gomes

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Mistérios da vida




Como entender a vida e seus mistérios
O destino e seus critérios
O que foi, o que é o que vai ser?
Quem anda, voa  ou corre
Quem nasce, vive morre
O que germina e morre sem nascer?

Como entender tanto tormento
Como aceitar o sofrimento
Daqueles que tem a fé como escudo?
Quem escolhe o que nasce para ser pobre
Quem determina o que nasce para nobre
Zomba de Deus e mesmo assim consegue tudo?

Quem semeia o amor nos corações
Será o mesmo que em outras ocasiões
Seiva um inocente dos braços de seus pais?
Quem criou o choro e o sorriso
Quem deu fundamentos ao inferno e paraíso
É o mesmo que traz a paz e os ais?

De onde vem as doenças e a curas
Vem das profundezas ou será lá das alturas
Do visível ou mundo invisível?
Independente da crença pense
Quem determina quem perde ou vence
Para este não, mas para aquele é possível?



Francis Gomes


terça-feira, 22 de agosto de 2017

Beleza



A beleza exterior encanta os olhos
Mas envelhece.
A beleza interior encanta a alma
E permanece.

A beleza exterior com o passar do tempo
A gente esquece.
A beleza interior após a morte
Ela prevalece.

A beleza exterior é uma fruta
Que amadurece.
A beleza interior é a semente que a gente planta
E logo cresce.

A beleza exterior é como as flores e suas cores
Que resplandece.
A beleza interior é a essência, o perfume de cada flor
Quando perece.

A beleza exterior, é atraente, envolvente, ilusória
E envaidece
A beleza interior, é simples, humilde, verdadeira
E engrandece

A beleza exterior é música, ritmo de sucesso
Que desaparece
A beleza interior é um conjunto de virtudes
Que o materialista desconhece


Francis Gomes

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Agradecimento a prefeitura de Farias Brito


Quero agradecer como poeta e filho de Farias Brito, a prefeitura Municipal de Farias Brito, na pessoa do senhor prefeito José Maria, aos secretários de cultura, Naison Carvalho e secretário de educação Cícero Menezes, pela aquisição de 100 Exemplares de minhas obras literárias.
Ecos do Silêncio, Semeando versos colhendo cordel, e Um ser tão enigmático, o meu novo livro, o mesmo uma parte com texto dedicados a Farias Brito.
Muito obrigado, prefeito José Maria, por valorizar meu trabalho na aquisição dos livros, mas acima de tudo por acreditar no projeto de leitura, na importância de uma boa educação e contribuir para que muitos fariasbritenses conheçam um pouco do trabalho deste poeta da terra.

Francis Gomes