POETA FRANCIS GOMES

POETA FRANCIS GOMES

PALESTRAS, OFICINAS, COMPRA DE OBRAS LITERÁRIAS.

CONTATOS:

contatos:
tchekos@ig.com.br
11 954860939 Tim
11 976154394 Claro

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Francis Gomes lança “Semeando Versos Colhendo Cordel” neste sábado (23/8)



Noite de autógrafos será realizada às 19 horas, no Teatro Contadores de Mentira (Avenida Major Pinheiro Froés, 530, Parque Maria Helena, em Suzano)

O cordelista Francis Gomes lançará neste sábado (23 de agosto) seu mais novo livro, “Semeando Versos Colhendo Cordel”. A sessão de autógrafos será realizada no Teatro Contadores de Mentira (Avenida Major Pinheiro Froés, 530, Parque Maria Helena, em Suzano), às 19 horas, com entrada gratuita e aberta ao público em geral. Na ocasião, os interessados poderão adquirir o livro ao custo de R$  20,00.

Com 183 página, “Semeando Versos Colhendo Cordel” é uma coletânea que tem por objetivo enaltecer a cultura e o povo nordestinos. A obra conta ao todo com 15 textos acompanhados de ilustração cada um, direcionados a todos os públicos.  A cada página, o leitor contará histórias fictícias sobre diversos mitos e lendas do agreste brasileiro.

Cearense de Assaré, Francis Gomes diz que o livro tem como proposta a preservação da cultura nordestina, cuja população tem uma habilidade nata em contar histórias em geral:

“São relatos fictícios, como sobre a volta de Lampião, apelidos, O Caipira Feio e a Academia, entre outros,  que falam de acontecimentos do dia a dia e abordam assuntos sérios de maneira cômica, como a discriminação. Além disso, outro aspecto importante é que a maioria dos textos contam com uma linguagem regionalística, o que torna a obra oportuna para auxiliar o professor no trabalho em sala de aula”, diz.

SOBRE O AUTOR

Poeta, escritor premiado e cordelista, Francis Gomes nasceu Assaré, mas viveu em  Farias Brito, ambos no Ceará. Participou de oito coletâneas, três vídeos e dois CDs de literatura, sendo também um dos vencedores do primeiro festival de cordel da CTN (Centro de Tradições Nordestinas), em 2011. Foi presidente da Associação Cultural Literatura no Brasil por quatro anos. É autor de 22 folhetos de cordel e do livro de poesias “Ecos do Silêncio”. Faz palestras e oficinas sobre literatura, em especial sobre literatura de cordel, a importância de ler entre outros temas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário